Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O Seguro já pediu directas?

por João Monge de Gouveia, em 01.04.15

E em Lisboa não há eleições?

Autoria e outros dados (tags, etc)

À CDU e ao CDS Madeira, o Bailinho da Madeira

por João Monge de Gouveia, em 01.04.15

Miguel Albuquerque deve andar a cantarolar esta música no dia de hoje depois de ter conseguido a (segunda) maioria absoluta em 24 horas.

 

E porque é que é dedicado à CDU e ao CDS?

 

À CDU porque teve um deputado eleito por poucas horas, quando o seu líder da Madeira andava  apregoar que tinha sido a CDU a retirar a Maioria absoluta ao PSD e não a coligação liderada pelo PS e/ou o CDS.

 

Ao CDS porque por momentos pensaram que iam para o governo regional em coligação com o PSD.

 

A ambas as forças saiu-lhes o "tiro pela culatra".

 

Aqui vai o "Bailinho da Madeira"

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

a despesa para a provar que não tem despesas

por João Monge de Gouveia, em 27.06.14

Jardim gastou meio milhão para provar que não é despesista

Autoria e outros dados (tags, etc)

Daniel e o jogo proibido

por José Meireles Graça, em 30.01.14

Duvido que um jogo entre o Marêitimo e o Puorto, no estádio dos Barreiros, seja o melhor ambiente para um menino de 18 meses.

 

Mas o clube da casa fazia gosto que ele fosse ver aquele empolgante embate, provavelmente para tirar algum partido do apoio que tem dado à família do petiz - de um clube desportivo não se espera que se comporte como uma associação de beneficência.

 

Fosse eu pai dele e não me passava pela cabeça levá-lo para um sítio frio e barulhento, com a agravante de, na idade em que se aprende a falar, o léxico que pudesse assimilar não ser daquela variedade que possa ficar bem nos fastos das primeiras palavras que disse o Danielzinho.

 

Se, porém, tivesse recebido por causa do rapaz oferendas que a ele e a mim faziam muito jeito, retribuía não recusando um convite da mão generosa.

 

Mas quê: uma coisa que dá pelo nome de Comissão de Proteção de Jovens e Crianças Menores (CPJC) da Calheta proibiu.

 

Fui googlar para ver o que era esta comissão e fiquei varado: há montes de comissões destas, são municipais mas há uma central, têm Lei, portarias e o catano.

 

Distraí-me a ler o palavreado no sítio da tal Comissão Central e acabei por não ver a da Calheta. Também já não tinha vontade - por essa altura albergava no meu seio justiceiro um forte desejo de correr tudo à galheta; que eu, ao contrário do Danielzinho, não me dou excessivamente mal com ambientes futeboleiros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

É preciso ter lata

por João Monge de Gouveia, em 14.02.13

Assim é simples de Governar.

 

Quando é mau a culpa é do continente, quando é bom é o Alberto João.

 

Será que o governo de Portugal não quer deixar de enviar dinheiro para a Madeira?

 

só para ver como o alberto João se irá sustentar...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Principio do fim

por João Monge de Gouveia, em 03.11.12

Os Madeirenses perderam ontem uma bela oportunidade de se verem livres de Jardim.

 

Foi pena que Miguel Albuquerque não tenha ganho, apesar da vitória que teve.

 

De facto, Miguel Albuquerque disputou as eleições contra quem está no poder há mais de 30 anos, contra quem domina o aparelho, contra quem usou todos os meios (até jornais da região) para fazer campanha, e mesmo assim perdeu por menos de 150 votos.

 

Acredito que o futuro do PSD Madeira poderá passar por Miguel Albuquerque, mas acredito também que Jardim, como qualquer politico com tiques ditatoriais se vai vingar de Albuquerque e de quem o apoiou.

 

Vamos esperar pelas cenas dos próximos capítulos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Golpada de Jardim

por João Monge de Gouveia, em 30.10.12

Jardim vem acusar o seu adversário de Golpada, mas foi Jardim que antecipou umas eleições que só estariam agendadas para finas de 2014 principio de 2015 para agora, isto com a desculpa de não haver campanha interna em 2013.

Mas as eleições não eram no finas de 2014 principios de 2015?

O que tem 2013 a ver com isto?

 

Jardim, que é um verdadeiro democrata, refere ainda que nunca sugeriu que os seus adversários (é a primeira vez que tem oposição numas eleições) fossem expulsos, mas lá vai dizendo que "se a golpada continuar no sentido de tentar destruir o PSD" os seus autores têm de ser afastados sob pena se se manter, em ano de eleições autárquicas, o PSD-M num clima de instabilidade.

 

Por fim Jardim deixa uma ameaça e uma boa noticia:

 

A Ameaça (que até pode nem ser assim tão má) é que "vão dissolver a Assembleia, a Madeira vai andar paralisada meses com eleições e campanhas eleitorais, a oposição vai entrar na área do poder, vai ser um arraial" -  isto segundo Jardim. 

 

A Boa noticia, nas palavras do Próprio "Vou para férias, quem ganhou tem de assumir a liderança do partido..."

Autoria e outros dados (tags, etc)

Desafio ao Estado Português

por João Monge de Gouveia, em 21.08.12

E se em vez de se fazer um referendo à autonomia, se fizesse à independência económica da Madeira.

 

Isto é, o Alberto João que se aguente sem o dinheiro do continente, e sem perdão da divida que terá que pagar a Portugal Continental e à troika.

 

Já que o diz que faz tudo sozinho, eu não estou para que o dinheiro que pago em impostos o sustente, seja de que forma for.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Os senhores da Alfândega

por José Meireles Graça, em 12.06.12

É fatal - no 10 de Junho políticos e próceres convidados dizem coisas. Tem que ser: o feriado é civil e as personalidades civis, e às vezes militares, fazem prova de vida. Os cidadãos, que não ouvem os discursos nem vêem as cerimónias, ficariam porém zangados se as cerimónias não se fizessem - a gente paga aos políticos, entre outras coisas, para cumprir rituais da vida colectiva. E já que os detestamos o ano todo, há uma pequena satisfação perversa em sabermos que se aborrecem uns aos outros de vez em quando.


Não vi nem ouvi nada, estive a trabalhar no quintal. Mas inteirei-me do principal discurso através deste magnífico relato - foi como se lá tivesse estado.


Passeando pelo papel velho da imprensa de ontem, encontrei o relato das cerimónias do 10 de Junho na Madeira e li em diagonal, à espera de tropeçar nos tropos incendiários do potentado local - por muito que se goste de música clássica às vezes não se resiste a algumas chocarrices da música pimba.


Jardim desiludiu: Disse que "Portugal não é o retângulo ibérico que definha, mas é o mundo que os portugueses constroem", uma referência injusta àqueles emigrantes que vão para o bâtiment, ou uma homenagem hiperbólica aos que vão simplesmente ganhar a vida que o país natal lhes negou - é conforme. Mas de Cubanos, ameaças de independência, insultos - nada.


Um orador pouco dado a arroubos líricos, porém, disse:

"Quero alertar para uma situação que vem ocorrendo na Alfândega do Aeroporto, na chegada de voos, principalmente da África do Sul e Venezuela. Centenas de emigrantes queixam-se da abordagem de vários funcionários, a forma déspota, como são tratados na hora que os fazem abrir a bagagem", afirmou Olavo Manica". O jornalista acrescenta que "Segundo este representante das comunidades, alguns destes que vieram de férias à Madeira sentiram-se como 'criminosos' e afirmaram não ter intenção de regressar".


E este discurso, para mim, será o único que vale a pena lembrar. Porque os outros, os oficiais, são como a casula dos padres no fim da missa: arrumam-se para voltarem a servir na próxima cerimónia litúrgica. E este pode ter sido útil a alguma comunidade portuguesa - se é que os participantes na festa não estavam todos a dormir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alberto João tem razão

por João Monge de Gouveia, em 15.05.12

Não podia concordar mais com Alberto João quando ele diz que "os Madeirenses terão o direito de se interrogar sobre a presença da república na região".

 

Já aqui o disse e volto a repetir, acho que a Madeira deve pagar de uma só vez a sua divida e deve-lhe ser dada a independência, sendo que a partir desse momento a mesma se deve auto sustentar sem um tostão dado pela "República" como lhe chama o Alberto João.

 

Gostava de ver quando tempo se aguentariam...

Autoria e outros dados (tags, etc)


"Aqui importa-se tudo. Leis, ideias, filosofias, teorias, assuntos, estéticas, ciências, estilo, modas, maneiras, pilhérias, tudo vem em caixotes pelo paquete. A civilização custa-nos caríssimo, com os direitos de Alfândega: e é em segunda mão, não foi feita para nós, fica-nos curta nas mangas..."
Eça de Queiroz, in Os Maias




Comentários recentes

  • Swonkie

    Olá :) Enviamos um convite para o teu email. Caso ...

  • silva

    Como é possivel não cair! Se a corrupção que segun...

  • silva

    Como é possivel não cair! Se a corrupção que segun...

  • batidasfotograficas

    Para terem mais tempo para a família! Seria bom qu...

  • Tiago Sunzu

    Obrigado pelo seu comentário construtivo e com tan...




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D






+18314 até 8.8.11 no Blogspot

subscrever feeds