Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A Ilusão do "Eixo Central"

por Tiago Sunzu, em 06.07.14

Fiquei comovido quando vi António José Seguro, tal qual virgem inocente que é, dizer como era incrível o conlúio do Governo PSD com a escolha da nova gestão do BES (http://www.tvi24.iol.pt/videos/video/14163404/1). Esta é a eterna ilusão que querem vender ao povo português, de que o mundo da escória e burla política portuguesa se reúne em torno de Partidos Políticos. Desta forma cria-se um caos sem sentido, em que o povo fica confuso na atribuíção de culpas.

 

A grande vantagem de associar gatunices aos Partidos Políticos, é o facto de estes funcionarem um pouco como a fénix: de cada vez que ardem, renascem. E este renascimento é fácil, basta mudar o líder. Quando Seguro tomou a liderança do PS, todo o povo se tinha já esquecido de como Sócrates tinha burlado uma nação (podia pôr aqui uma longa lista de casos de polícia). Ao mesmo tempo, quando Passos Coelho pegou no PSD, já todos tinham esquecido os submarinos e outros que tais, bem como o BPN. Tal como a fénix, o partido renascia tal e qual um balde vazio, onde se pode agora pôr mais dejectos, até encher e ir a esvaziar de novo.

 

E é por isto que esta ilusão continua, e o povo até parece lidar bem com ela. Mas a verdade é que o mundo da escória portuguesa não está organizada em Partidos, mas sim em 2 fações: maçonaria e opus-dei. É por entre estes que as influências, sobornos, ameaças, pressões, compadrios se gerem. O partido a que eles depois pertencem, é fruto do acaso.

 

E é por isso que nunca ninguém vai preso, seja PSD ou PS, e é por isso que embora José Seguro seja uma virgem honesta (de certeza que sim...), nunca vai condenar a renda de 300euros do restaurante Eleven (Empresa pertencia a dois filhos de um ex-ministro PS e ex-grão mestre da Maçonaria, e dado pelo João Soares - maçonda mesma forma que condenou a nova gestão do BES.

 

Está na altura do povo abrir os olhos, e perceber que o verdadeiro monstro não renasce, não morre, está sempre lá no mesmo sítio. Existe todo um monstro por trás dos partidos, onde todo o roubo acontece, que se entretem a mudar os líderes partidários para sossegar o povo. Ou acham mesmo que eles ficam ricos só com 4 anos de gatunagem, muitas vezes sem sequer cheirarem o chão Parlamento?

 

 

 

Exemplo: Maçonaria (nota: igual caso se poderia fazer com a opus dei, mas não quero encher páginas disto...)

 

Património da Maçonaria ultrapassa os 30 milhões

 

Personalidades de maior relevo da lista de 1950 nomes do Grande Oriente Lusitano  

Na lista já desactualizada, abundam as personalidades de grande relevo político e social. Destaco (e peço aos leitores que me ajudem no radar, indicando na caixa de comentários do blogue, outras personalidades importantes):  
  • PS: António Almeida Santos, António Arnault, João Soares (o pai foi iniciado no Grand Orient de France),  Jorge Coelho, António Vitorino, João Cravinho, Carlos Zorrinho, Jorge Lacão, Capoulas Santos, Alberto Martins, José Conde Rodrigues, António Castro Guerra, Edmundo Pedro, Luís Parreirão, Elísio Summavielle, José Miguel Boquinhas, José Lamego, Torres Couto, João Proença, Vitalino Canas, Rui Carlos Pereira, Vítor Ramalho, Vasco Franco (a CMLisboa é um viveiro...), Rui Oliveira e Costa (Eurosondagem), Rui Cunha - e José Almeida Ribeiro (que não é do PS mas que foi a eminência parda do socratismo).
  • PSD: Almeida Henriques (secretário de Estado Adjunto da Economia e do Desenvolvimento Regional e presumido candidato à Câmara da católica Viseu...), Emídio Guerreiro, Luís Campos Ferreira, Rui Gomes da Silva, Luís Fontoura, José Vieira de Castro, Fernando Condesso, Francisco Moita Flores.
  • CDS-PP: Abel Pinheiro (além de Nuno Magalhães, salvo pelo gongo do «N»...).
  • magistrados: Alberto Fernandes Brás (presidente da secção regional da Madeira do Tribunal de Contas), Mário Belo MorgadoRicardo Cardoso e outros referidos noutro poste do José da Porta da Loja (além dos outros guardados da vista dos profanos).
  • militares: muitos, mas entre os de maior relevo, Vasco Lourenço, Costa Braz, Rodrigo Sousa e Castro, Costa Neves, Carlos (Alberto Idães Soares) Fabião, Campos de Andrada, Sanches Osório, e ainda o contra-almirante Silva Ribeiro e o coronel Luís Alves de Fraga. E polícias como o ex-diretor da PSP Oliveira Pereira, além do juiz Mário Belo Morgado que também chefiou esta polícia.
  • imprensa: Emídio Rangel, Henrique Monteiro, António Ribeiro Ferreira, Afonso Camões, António Borga, Orlando Raimundo, Rui Romano, António Valdemar.
  • finança e empresas: destaquem-se o grão-mestre do GOL Fernando Manuel Lima Valadas Fernandes (da Galilei, Abrantina, etc.), Fernando Dias Nogueira (presidente do ISP), Francisco Cardoso dos Reis, Maldonado Gonelha,Francisco Bandeira, José Penedos.
  • diplomacia: José Fernandes Fafe, Fernando Reino, Américo Rodrigues Madeira Bárbara.
  • universidade: muitos, entre eles, e além do falecido A.H. Oliveira Marques, Manuel de Almeida Damásio (líder da Universidade Lusófona), Luís Reto (do ISCTE),  Jorge de Sá (da Aximage), António Montenegro Fiúza (Lusófona), Manuel van Hoof Ribeiro (professor de Sócrates no ISEL, a quem deu 18 valores), José Jorge Letria, Moisés Espírito Santo e José Faria e Costa (ex-presidente do Conselho de Fiscalização dos Serviços de Informação da República).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sociedades Secretas

por João Monge de Gouveia, em 31.08.12

E lá voltamos nós às perseguições.

 

Sobre isto, e para não nos repettirmos está actualizado o que escrevi aqui ou aqui

 

O Nuno Cunha Rolo escreveu isto, com o que concordo.

 

Aguardo que seja publicada a lisa de outras organizações, como por exemplo a Opus Dei e até algumas tertúlias de amigos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

transparências

por João Monge de Gouveia, em 12.01.12

Exijo saber se algum dos membros do clube secreto abaixo exerce algum cargo público.

Obrigado

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A maçada da Maçonaria

por José Meireles Graça, em 11.01.12

Se as exigências de transparência, registo de interesses, declarações, papelada, forem avante, haverá grandes vantagens:


O tráfico de influências continuará, mas mais discreto e sofisticado - tanto melhor para a paz pública;


A Maçonaria, os seus rituais, as moscambilhas, regressam ao secretismo. Tanto melhor para a dignidade das instituições - uma sociedade secreta da qual sabemos tudo é uma anedota.


Claro que a promoção pelo mérito, a política por espírito de missão, a lisura de processos e o respeito por dinheiros públicos são objectivos desejáveis.


Mas a tradição é o que é - tentar modificá-la a golpes de leis e procedimentos aumenta a burocracia mas não a seriedade.


Se realmente quiséssemos um Estado melhor deveríamos começar por o pôr a comprar menos, influenciar menos, licenciar menos, regulamentar menos e empregar menos. Se é para o manter como está, então poderíamos ter a lucidez de não fazer nada - há-de aparecer outra escandaleira qualquer para a gente se entreter. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ainda a Maçonaria

por João Monge de Gouveia, em 11.01.12

Estive a ouvir ontem com atenção o politólogo José Adelino Maltez falar sobre Maçonaria no jornal das 21H da Sic Noticias e concordei com quase tudo o que ele disse, principalmente achei curioso o que ele refere no final da entrevista sobre o facto de só os Maçons terem que declarar que são Maçons.

 

Então e a outras sociedades secretas??

 

Se tal suceder, não iremos violar a constituição?

 

Não iremos violar a Declaração Universal dos Direitos do Homem?

 

Não arriscaremos – como a Itália o foi –a ser condenados pelo Tribunal Europeu?

 

E tudo porquê?

 

Porque em vez de discutirmos os reais problemas do País, andamos a discutir se A, B ou C são ou não Maçons ou seja andamos a discutir as escolhas e a vida privada das pessoas.

 

Preocupem-se com o País e deixem-se de  conversas que só protegem os interesses de alguns.

 

PS - Como declaração de interesses posso informar que não pertenço a qualquer loja Maçonica, nem a qualquer outra sociedade secreta. Não obstante caso, uma pessoa pertença a uma sociedade secreta - Maçonaria, opus dei, etç - julgo que ninguém , nem entidade patronal, nem partidos políticos, nem Estado nem os cidadãos (em caso de politicos) tenham que saber de tal filiação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Associações Secretas

por João Monge de Gouveia, em 10.01.12

Hoje em dia tem-se discutido muito se quem é ou não Maçom deve declarar que o é.

 

Em primeiro lugar é estranho que esta discussão se centre apenas e só na Maçonaria e se deixe de lado outras sociedades secretas e/ou outras associações.

 

Se uma pessoa for obrigada a declarar que é Maçom, então quem pertença a outra sociedade secreta, associação, agremiação ou clube também o deverá fazer.

 

Assim sendo, gostava de saber se algum dos membros dos clubes/associações infra está na politica e em caso afirmativ se declarou pertencer a uma sociedade secreta:

                                                                                   

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


"Aqui importa-se tudo. Leis, ideias, filosofias, teorias, assuntos, estéticas, ciências, estilo, modas, maneiras, pilhérias, tudo vem em caixotes pelo paquete. A civilização custa-nos caríssimo, com os direitos de Alfândega: e é em segunda mão, não foi feita para nós, fica-nos curta nas mangas..."
Eça de Queiroz, in Os Maias




Comentários recentes

  • Swonkie

    Olá :) Enviamos um convite para o teu email. Caso ...

  • silva

    Como é possivel não cair! Se a corrupção que segun...

  • silva

    Como é possivel não cair! Se a corrupção que segun...

  • batidasfotograficas

    Para terem mais tempo para a família! Seria bom qu...

  • Tiago Sunzu

    Obrigado pelo seu comentário construtivo e com tan...


Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D






+18314 até 8.8.11 no Blogspot