Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O arroz de polvo

por José Meireles Graça, em 30.08.12

 

 

 

 

"Nonhuman animals, including all mammals and birds, and many other creatures, including octopuses, also possess these neurological substrates."

 

Maravilhas e maravalhas da Ciência, sou todo a favor.

 

Mas com milhões a girar no mundo da investigação, das notícias e das agendas de interesses privados travestidos de interesses públicos, convém ter presente que a chancela pseudocientífica cobre uma quantidade prodigiosa de patetices. Elas, as patetices, ganham foros de verdade científica quando, simultâneamente: i) Garantam um fluxo constante de fundos públicos e/ou privados para certas linhas de investigação (aquecimento global, p. ex.); ii) Despertem clientelas profissionais de produtores de coisas novas (energias renováveis, p. ex.); iii) Correspondam a preconceitos ideológicos fundados em convicções políticas ou religiosas, ou simplesmente alternativas, para "lutar" contra o capitalismo, ou as assimetrias Norte/Sul, ou qualquer outra coisa que permita arregimentar pessoas debaixo de bandeiras de causas "nobres" (agências para transferir recursos de uns países para outros, sob a forma de subsídios, p. ex.); iv) Permitam a venda de uma quantidade de papel, porque as causas vendem jornais e notícias; e v) Reforcem os poderes de intervenção dos Governos e limitem a liberdade dos agentes económicos, incluindo contribuintes.

 

Tudo isto existe, tudo isto é mais ou menos alegre, e tudo isto é fado. Mas veganismo, fáxavor: não há paciência - deixem o meu arroz de polvo em paz. E é disso que os autores da Declaração estão a falar - de arroz de polvo. Nas palavras deles:

 

"For millennia, humans have held onto their hubris regarding the belief in human superiority.  Perhaps The Cambridge Declaration of Consciousness will inspire a different attitude and further research into the minds of all non-human creatures. Starting with animal rights through to veganism, changing the minds of those who believe humans are 'top dog' will be a challenge."


Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres
Inserir emoticons



"Aqui importa-se tudo. Leis, ideias, filosofias, teorias, assuntos, estéticas, ciências, estilo, modas, maneiras, pilhérias, tudo vem em caixotes pelo paquete. A civilização custa-nos caríssimo, com os direitos de Alfândega: e é em segunda mão, não foi feita para nós, fica-nos curta nas mangas..."
Eça de Queiroz, in Os Maias




Comentários recentes

  • Swonkie

    Olá :) Enviamos um convite para o teu email. Caso ...

  • silva

    Como é possivel não cair! Se a corrupção que segun...

  • silva

    Como é possivel não cair! Se a corrupção que segun...

  • batidasfotograficas

    Para terem mais tempo para a família! Seria bom qu...

  • Tiago Sunzu

    Obrigado pelo seu comentário construtivo e com tan...




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D






+18314 até 8.8.11 no Blogspot

subscrever feeds