Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



medidas do programa do governo (1)

por Gonçalo Delicado, em 30.06.11
Uma das medidas previstas no programa do governo e a alteração do regime dos feriados prevendo-se a possibilidade de "alteração das datas de alguns feriados, de modo a diminuir as pontes demasiado longas e aumentar a produtividade".
Esta hipótese já esta prevista desde o código do trabalho de 2003 mas nunca foi regulamentada, não obstante a alteração de 2009.
Parece-me uma medida elementar de combate ao absentismo e aumento da produtividade que só peca por tardia.
E óbvio que existem feriados cuja mobilidade não faz sentido como sejam o natal, o dia 1 de Janeiro e a Páscoa, por serem datas cuja celebração vai mais alem do que a simples comemoração religiosa.
Em relação a todos os outros não vejo razão para não se poder goza-los no dia mais próximo do fim de semana, seja segunda ou sexta feira, dependendo da proximidade (óbvio que a alteração só deve abranger os feriados que calhem num dia de semana, se não lá se ia o a promoção da competitividade).
Penso que não se deve ir tão longe como Cavaco Silva, que num dos seus anos de governação decidiu retirar a Terça feira de Carnaval, mas porque não passar para segunda feira?
Não sendo uma prioridade espero que a regulamentação seja breve e que em Novembro já esteja em vigor.
(desculpem a falta de acentos mas o computador não os permite e só faz alteração de algumas palavras)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nos Reinos do Dragão e Alvalade

por João Monge de Gouveia, em 30.06.11
Uns rescindem por fax, outros são dispensados por SMS.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nem bons ventos...

por João Monge de Gouveia, em 30.06.11
O Governo Espanhol, que só por acaso é do PSOE, exige saber porque é que se suspendeu a ligação de TGV entre Lisboa e Madrid.

Podiamos mandar-lhe uma nota referindo que daqui por uns meses lhes será explicado.
De facto, de Espanha nem bons ventos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um país de ricos

por Nuno Santos Silva, em 30.06.11
Quando o Governo PS instituiu os cortes salariais na administração pública nos vencimentos superiores a € 1.500,00, PPD e PP vieram logo desdenhosamente dizer que, para o PS, "ricos" eram os que ganhavam mais que esse valor.

Agora no poder, o Governo PPD/PP faz-nos saber que um trabalhador que ganhe mais que € 485,00 mensais é rico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obrigado, pá!

por Nuno Santos Silva, em 30.06.11
O Governo acaba de anunciar o lançamento de um imposto extraordinário de 50% sobre os subsídios de Natal que sejam superiores ao salário mínimo nacional.



Não faltarão os "spinners" que avançarão que isto não foi falado na campanha eleitoral (que terminou há 3 semanas) porque o MoU foi assinado pouco tempo antes, porque afinal os dados do défice do 1.º trimestre não são o que se esperava para o ano inteiro (e?...), e porque isso consiste num ajuste à produtividade dos malandros dos trabalhadores: se em 2012 o Governo extinguir pura e simplesmente o subsídio de Natal o impacto já não é tão grande (ainda me lembro quando os liberais defendiam que o 13.º e 14.º mês eram meras ficções, porque os empresários previam os salários numa base anual e dvidiam-nos por 14...).



É "bonito" verificar que - de novo - são os trabalhadores a pagar.



São os trabalhadores que pagam os submarinos e os tanques.



São os trabalhadores que pagam os € 12.000.000.000,00 (doze mil milhões de euros) de financiamento publicamente garantido à Banca.



Sobre os rendimentos de capital ou patrimoniais... nada. Continuam a beneficiar do pacto social e nada contribuem. É bom que não se esqueçam que é o pacto social que permite que vivamos em sociedade. E os pactos devem ser cumpridos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

O efeito Vale e Azevedo

por Tiago Pestana de Vasconcelos, em 30.06.11
Dizia-se que se Vale e Azevedo tivesse continuado à frente do Benfica, as inúmeras acções judiciais que lhe foram instauradas e condenações que sofreu desde a saída nunca teriam sido possíveis.

No caso do PS, logo no dia seguinte às eleições, começaram a sair coelhos da toca:

Ex-chefe de gabinete de Sócrates é arguido por tráfico de influências

Maria de Lurdes Rodrigues e João Pedroso acusados

Parece que, afinal, a pergunta da jornalista da RR não era assim tão descabida...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Presente de Natal antecipado

por Tiago Pestana de Vasconcelos, em 30.06.11
Este ano, em vez do tradicional par de meias, as tias vão passar a dar apenas uma...






é a crise...

Autoria e outros dados (tags, etc)

O princípio da continuidade dos serviços públicos

por João Lamy da Fontoura, em 30.06.11
«Delete. Governo Sócrates apagou informação dos computadores».

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não é meu nem é teu, é nosso

por Helena Costa Cabral, em 29.06.11
De uma primeira leitura, muito transversal, do programa de governo mais austero mas mais realista das últimas décadas ressalta uma evidência: este é um programa de um verdadeiro governo de coligação.

As promessas eleitorais do CDS estão lá todas: Apoio à família, apoio à natalidade, mais segurança, estímulos à agricultura, rescisões amigáveis na função pública, utilização da CGD como um banco de fomento às PMEs, entre muitas outras.

As condições são as mais adversas desde 1976 mas, pela primeira vez, o CDS vai ter a oportunidade de pôr em prática muitos dos seus projectos. E dentro de 4 anos vai ser avaliado por isso também, independentemente da brutalidade das condições.

Autoria e outros dados (tags, etc)

10.000

por João Monge de Gouveia, em 29.06.11
Ultrapassámos hoje os 10.000 visitantes, isto em pouco mais de três meses.

A todos que nos seguem, o nosso muito obrigado.

Os meus Parabéns a quem aceitou o desafio de aqui escrever.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/12



"Aqui importa-se tudo. Leis, ideias, filosofias, teorias, assuntos, estéticas, ciências, estilo, modas, maneiras, pilhérias, tudo vem em caixotes pelo paquete. A civilização custa-nos caríssimo, com os direitos de Alfândega: e é em segunda mão, não foi feita para nós, fica-nos curta nas mangas..."
Eça de Queiroz, in Os Maias




Comentários recentes

  • Swonkie

    Olá :) Enviamos um convite para o teu email. Caso ...

  • silva

    Como é possivel não cair! Se a corrupção que segun...

  • silva

    Como é possivel não cair! Se a corrupção que segun...

  • batidasfotograficas

    Para terem mais tempo para a família! Seria bom qu...

  • Tiago Sunzu

    Obrigado pelo seu comentário construtivo e com tan...




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D






+18314 até 8.8.11 no Blogspot

subscrever feeds